Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reivindicações

Advogados do Rio de Janeiro discutem falta de condições de trabalho

Os advogados trabalhistas do Rio de Janeiro se reunirão numa assembléia nesta segunda-feira (21/7), às 17h, para levantar problemas e discutir sugestões de melhoria das condições de trabalho dos advogados. A pauta com as reivindicações dos advogados será levada à administração do Tribunal Regional do Trabalho do RJ.

Entre os principais problemas apontadas pelos advogados trabalhistas estão: o atraso das audiências, marcadas com intervalos irregulares; a qualidade ruim do atendimento em algumas secretarias; a não adoção do horário de atendimento ao advogado das 8h às 18h; o constante atraso nas prolações de sentenças e despachos, fora dos prazos previstos em lei; as filas que os advogados têm de suportar antes das 7h na porta do Fórum Arnaldo Sussekind para pedir preferência em julgamentos de segunda instância.

Os advogados também querem o retorno das atividades plenas das Varas do Trabalho localizadas na Rua Santa Luzia e a permissão para estarem presentes nas Comissões de Conciliação Prévia que, segundo eles, apenas homologam rescisões contratuais com quitação geral.

Revista Consultor Jurídico, 21 de julho de 2003, 12h38

Comentários de leitores

1 comentário

Falta uma maior interatividade entre a OAB e os...

Leonardo Guimarães Vilela ()

Falta uma maior interatividade entre a OAB e os advogados realmente atuantes do foro. É quase impossível que um simples advogado seja recebido pelo presidente da Seção. Isso é um absurdo. A OAB, por sua ineficiência, principalmente no que concerne a apatia que atua quando da criação de inúmeros cursos jurídicos, é a maior responsável pelo desrespeito ao advogados brasileiros. O pior é que, movida pelo sensacionalismo publicitário ainda suspende um advogado (caso dos fiscais do RJ) de suas funções, quando o mesmo não fazia nada além de , defender seu cliente, ou seja, sua obrigação.

Comentários encerrados em 29/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.