Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Último recurso

Policial acusado de envolvimento com quadrilha recorre ao STF

O investigador da polícia de São Paulo, Rogério Salum Diniz, que está preso, acusado de envolvimento com a quadrilha do seqüestrador Wanderson Nilton de Paula Lima, o Andinho, entrou com pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal.

Ele participou, em outubro de 2001, da ação da Polícia de Campinas (SP), que acabou na morte de quatro homens na cidade de Caraguatatuba (SP). Entre os mortos estavam dois integrantes do bando de Andinho, que teriam seqüestrado um garoto de nove anos em Campinas, usando a mesma arma da qual partiu o tiro que matou, em setembro de 2002, o prefeito do município, Antônio da Costa Santos, o Toninho do PT.

O pedido será distribuído a um relator em fevereiro, no início do ano judiciário.

HC 82.729

Revista Consultor Jurídico, 10 de janeiro de 2003, 19h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/01/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.