Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ligações perigosas

Landim alega desconhecer acusações de ligação com narcotrafico

O deputado Pinheiro Landim (sem partido/CE), acusado de envolvimento com o narcotráfico, foi visitado em seu gabinete na noite de hoje (8/1) pelo corregedor da Câmara, deputado Barbosa Neto (PMDB/GO). O deputado tinha até a meia-noite para se defender das acusações.

Landim se recusou a prestar depoimento dizendo desconhecer as acusações que lhe são imputadas na justiça, num processo de 13 volumes. Afirmou ter cumprido com o dever junto à Casa ao se apresentar, mas que não dispõe de meios para se defender, uma vez que não teve acesso aos autos. Também queixou-se da imprensa, que o teria "linchado".

O deputado repetiu a citação de seu advogado, Raul Livino, em nota divulgada à imprensa, segundo a qual "ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória", e negou ter negociado habeas corpus para soltar traficantes, uma das acusações atribuídas a ele. A nota divulgada alega o "direito de contraditar a imputação, apresentando o acusado a sua versão sobre os fatos, bem como no direito de exercitar amplamente a defesa através de advogado".

Perguntado se renunciaria ao mandato, disse que a questão é pessoal e será discutida com a família.

O corregedor Barbosa Neto não quis comentar a nota do parlamentar cearense, e irá se dedicar à elaboração de seu parecer sobre o assunto a partir de amanhã.

Fonte: Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 8 de janeiro de 2003, 23h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/01/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.