Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

No limite

Por falta de acordo, TRT de SP vai julgar greve dos motoristas.

Os motoristas e representantes da SP Trans e das empresas Expresso Paulistano e Consórcio Trólebus Aricanduva, as duas únicas que continuam com as atividades suspensas na cidade de São Paulo, não chegaram a um acordo. As partes estiveram reunidas em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo nesta quarta-feira (8/1).

Um representante das empresas Mar Azul e Serra Negra, que também estavam em greve, confirmou o pagamento do salário aos trabalhadores na audiência de hoje. Os motoristas pararam as atividades alegando falta de pagamento dos salários de dezembro/2002.

Revista Consultor Jurídico, 8 de janeiro de 2003, 15h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/01/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.