Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fora de compasso

Belo é condenado a seis anos de prisão por tráfico de drogas

O cantor de pagode Marcelo Pires Vieira, o Belo, foi condenado nesta terça-feira (7/1) pela 34ª Vara Criminal a seis anos de prisão. A sentença assinada pela juíza Ruth Viana diz que o cantor deverá cumprir a pena em regime fechado, por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Belo poderá aguardar o julgamento do recurso em liberdade. O Ministério Público recorreu da decisão por ter achado a pena muito pequena.

O advogado Rafael Mattos disse que o cantor se apresentará à Justiça para ouvir a sentença. Segundo ele, a maior preocupação do cantor foi saber se teria que voltar para a prisão. Em junho do ano passado, ele ficou 36 dias na carceragem da DAS no Leblon e só foi solto por decisão dos juízes da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, que concederam hábeas corpus.

No recurso contra a sentença, os advogados devem dizer que não há provas suficientes contra Belo. Não há, segundo a defesa, nenhuma evidência de que o cantor tenha feito realmente o empréstimo ou recebido um fuzil.

Segundo o advogado, Belo foi condenado a três anos por tráfico e três anos por associação para o tráfico, menor pena possível. Ele disse também que a juíza se baseou nas gravações para condenar Belo por dois crimes e absolvê-lo pelo porte de arma:

Para a juíza Rute Viana Lins, os advogados não conseguiram provar que Belo falou com o traficante Vado por ter medo dele. Segundo o despacho da magistrada, "o exame de conversas retrata questionamentos típicos de camaradagem, tais como notícias sobre filhos".

Fonte: Jornal O Globo

Revista Consultor Jurídico, 7 de janeiro de 2003, 23h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/01/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.