Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prisão decretada

Augusto Farias tem a prisão temporária decretada

A prisão temporária de Augusto Farias e Eleuza Cavalcanti Farias Leoncio foi decretada. Eles são acusados de envolvimento em diversos crimes: formação de quadrilha, redução de trabalhadores a condição análoga à de escravo, frustração de direitos assegurado por lei trabalhista, aliciamento de trabalhadores, omissão de dados da Carteira de Trabalho e Previdência Social, sonegação de contribuição previdenciária e destruição de floresta considerada de preservação permanente.

Fruto direto do trabalho da Força Tarefa coordenada pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) com o objetivo de erradicar a prática de trabalho escravo no Brasil, a prisão foi decretada pelo juiz federal substituto da Justiça Federal de Marabá, Herculano Martins Nacif.

Também foram decretadas as prisões de outras cinco pessoas. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal.

Revista Consultor Jurídico, 28 de fevereiro de 2003, 11h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/03/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.