Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem desembargador

TJ-SP adia julgamento de recurso sobre censura pela segunda vez

O julgamento do agravo regimental interposto pela Editora Abril para tentar barrar a censura prévia à revista Você S/A foi adiado pela segunda vez. O motivo foi o mesmo do episódio anterior: a ausência de um desembargador. Desta vez, foi Sebastião Amorim quem não compareceu.

No dia 20 de fevereiro, o julgamento, no Tribunal de Justiça de São Paulo, já havia sido adiado porque o desembargador Mohamed Amaro não compareceu à sessão.

Desta vez, o dia não foi remarcado. E não há previsão de uma nova data, porque Amorim estará de licença por quarenta e cinco dias.

A revista Você S/A sofreu censura prévia em fevereiro e foi obrigada a trocar a capa da edição que trataria sobre a indústria de recolocação profissional no mercado. O juiz da 2ª Vara Cível do Fórum de Pinheiros, Antônio Dimas Cruz Carneiro, concedeu liminar à empresa Dow Right, condicionando a publicação de uma notícia ao direito de resposta.

Leia mais:

Revista da Editora Abril sofre censura prévia em SP

Ministro da Justiça e STF repudiam censura prévia

Censura prévia: uma ameaça atual e um desrespeito à CF

TJ-SP adia julgamento de recurso para barrar censura prévia

Revista Consultor Jurídico, 27 de fevereiro de 2003, 19h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/03/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.