Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Guerra milionária

Hospital quer R$ 1 milhão de indenização em ação contra o SBT

Por 

Essa manifestação se deve à negativa do hospital em fornecer documentação referente a um dos casos citados por Ratinho, pelo simples motivo de que se tratava de documentos juntados em processo que corre em segredo de justiça. Ocorre, porém, que essa justificativa não parece ter agradado o apresentador e, ainda, como se as pessoas tivessem a obrigação de prestar contas ao aludido apresentador, que se traveste de jornalista, quando, na realidade, apresenta um programa de entretenimento de gosto bastante discutível

7. Ainda abordando os casos anteriores, o apresentador, não sem antes atacar e fazer desacreditar o Poder Judiciário, tacha o hospital de super desorganizado e sugere aos seus telespectadores que "desviem do hospital, porque, senão, poderão ter problemas", como se lê abaixo:

RATINHO: Olha, é o terceiro, é o terceiro caso que nós estamos registrando viu Dr. Farah, nesse hospital, é, Sorocabana. É o terceiro caso que nós estamos registrando aqui. Quer dizer, e outra, o pior de tudo né? Como a nossa justiça é lerda, eles não dão a mínima atenção, eles não dão a mínima importância pra nada como se, se, é, é, é, filho pudesse trocar, destrocar, fosse alguma mercadoria que eles pudessem comandar... pois não, doutor?

Dr. FARAH (advogado do programa): É o pior de tudo mesmo também, né, acrescentando é que eles não, é, mostram os documentos ,né?

RATINHO: Não mostraram nada, né, não dão satisfação pra ninguém!

Dr. FARAH: Porque nos documentos da época, né, poderia ajudar a esclarecer, mas eles tão omitindo os documentos, e a Dra. Vitória, conforme você mesmo disse, foi obrigada a entrar na justiça pra tentar obter o documento.

RATINHO: Bom, e nós vamos entrando na justiça, nós vamo entrar..., a gente sabe que não acontece nada também., mas a gente vai entrar na justiça. A gente quer. É uma barbaridade a falta de resposta, a falta de satisfação. E eu queria fazer um apelo: eu sei que faltam hospitais, eu sei que faltam hospitais no Brasil. A gente sabe especial em São Paulo, falta bastante hospital, o que a gente queria pedir e pra você, se puder desviar desse hospital, você que está grávida desvie! Desvie porque você pode ter problema, porque o primeiro caso tudo bem errou, agora três casos, e o pior, não dando satisfação, aí é que deixa a gente cada vez mais desconfiado. (destaque nº 02 da degravação - doc. 09)

8. O programa levado ao ar pela Ré chegou ao cúmulo de insinuar que os diretores do hospital sejam traficantes. Pelo tema do programa se pode concluir que sejam traficantes de bebês, senão não faria sentido essas gravíssimas acusações. Eis, Exa., o trecho do programa aqui referido:

RATINHO: Vamo vendo, é, a mesma coisa. Tão entrando os traficantes lá por causa de política. Pô, se tão entrando ou por causa de política ou não, o que vale é que tão entrando, que tá um desgoverno, isso que eu tô falando. Então é isso que tá acontecendo com o hospital Sorocabana.

Dr. FARAH: Não, Ratinho, é um absurdo e é como você falou, quer dizer, as pessoas têm que evitar porque infelizmente às vezes não tem uma outra opção... (destaque nº 03 da degravação - doc. 09 - sic da fala do apresentador)

Observa-se, ainda, que o programa não restringe as ofensas apenas na pessoa do apresentador, pois até o advogado consultor de Ratinho reforça a recomendação feita às pessoas no sentido de evitar o atendimento no hospital Autor da presente demanda.

9. Ainda nesse programa, o apresentador, dando foro de veracidade às absurdas afirmações feitas pela entrevistada Laura, afirma que se "o hospital nem limpou a paciente, imagina fazer DNA". Abaixo a reprodução desse infeliz diálogo:

"RATINHO: ... e aí tem que ir lá e acontece o que aconteceu com essa moça.

LAURA: Ratinho eu queria falar uma coisa, e eles falaram pra mim que eles iam fazer o DNA. Eles enrolaram eu já um ano. Aí eles falaram que eles iam fazer..."

RATINHO: Eles não vão fazer nada. Nem você eles limparam, imagina fazer DNA. (destaque nº 04 da degravação - doc. 09)

10. Agravando sua conduta dolosa, a Ré levou ao ar, também em rede nacional, vinte e três dias depois do programa acima referido, nova entrevista com os pais de Richard, os mesmos que alegaram que houve troca de seu filho na maternidade mantida pelo Autor, com o intuito de revelar-lhes - e ao público telespectador - o resultado do exame de DNA feito às expensas do programa.

11. Não sem antes fazer um suspense brincando com as emoções do simplório casal, o apresentador anunciou o resultado do DNA, que mostrou que os pais de Richard eram realmente Laura e José Arnaldo. Todavia, depois de ter feito pesadas acusações contra o hospital, o apresentador não fez, nesse programa, nenhuma referência ao hospital. Nenhum pedido de desculpas. Nenhuma retratação. Calou-se criminosamente!

 é editora da revista Consultor Jurídico e colunista da revista Exame PME.

Revista Consultor Jurídico, 7 de fevereiro de 2003, 18h07

Comentários de leitores

1 comentário

Boa tarde, deixo claro que não tenho procuração...

Lourdes ()

Boa tarde, deixo claro que não tenho procuração para defender ninguém mas... ...tratando-se de Hospital Sorocabana, tenho á dizer que em todas as piores horas da minha família (doenças) foi lá que encontramos as melhores e dedicadas equipes de profissionais, médicos e todo o corpo de funcionários desta entidade que todos criticam mas nunguém ajuda. O Sr.Carlos Massa, por exemplo, mora tão próximo ao hospital, mas acho que nunca se preocupou em ir até lá ver realmente como se trabalha. Ou nunca precisou, hoje em dia o "Soroca", com carinho, já não atende como antes, 24 hs. initerruptas, aquela agitação, entra e sai, P.S.lotado, ah!Que saudade! Desde que me conheço por gente o Sorocabana é mal falado, mas desde então também, vejo e ouço tantas pessoas agradecendo por terem sido salvas. Eu sou exemplo disso, há trinta anos, depois de um empenho arduo dos médicos e enfermeiros fui salva, minha mãe há 18 anos, quando foi desenganada e graças ao mesmo empenho também foi salva, meu pai por inúmeras vezes socorrido lá, e sempre bem atendido.Tive minhas duas filhas lá, e me orgulho. Lá mesmo foi detectado o problema que meu marido tinha e á tempo sanado.Enfim não tenho o que falar para denegrir a imagem deste Hospital que tanto faz pela comunidade não só do zona Oeste ou Norte de S.Paulo, mas por todo Estado. Diante de tantas dificuldades pelas quais oa entidade passa, ainda se mantém firme para atender esse povo tão judiado sem saúde. Porque o Sr.Carlos Massa não dá uma passadinha lá? Vá ver com quanta dificuldade se trabalha, porque não vai lá se oferecer pra ajudar? Prova do que estou falando são os inúmeros funcionários dedicados que lá trabalham há 20, 30, 40 anos ou bem mais. Muitos sem salários há meses. Pergunto: SERÁ QUE É ASSIM TÃO RUIM, SERÁ QUE REALMENTE MERECE O JULGAMENTO DE UM APRESENTADOR SENSACIONALISTA ?

Comentários encerrados em 15/02/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.