Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prestígio brasileiro

Beneti é vice-presidente da União Internacional de Magistrados

O desembargador brasileiro Sidnei Beneti, ex-diretor-presidente da Escola Nacional da Magistratura, foi eleito vice-presidente da União Internacional de Magistrados (UIM). Em 2005, Beneti deve assumir a presidência, como é tradição na entidade.

A eleição aconteceu nos primeiros dias de fevereiro, durante reunião da UIM, em Alicante, na Espanha. Participaram do encontro o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Cláudio Maciel, o diretor-tesoureiro, Ronaldo Adi Castro da Silva, e o vice-presidente, Heraldo de Oliveira Silva.

A UIM, fundada em 1953 na Áustria, é formada por 63 associações nacionais de magistrados de países dos cinco continentes. O objetivo da entidade é garantir a independência do Poder Judiciário e estudar os problemas de interesse comum relativos à Justiça dos países-membros.

A entidade é formada por quatro grupos regionais: Associação Européia de Magistrados (35 países), Grupo Iberoamericano (13 países), Grupo Africano (11 países) e Grupo Asiático, Norteamericano e Oceânico (8 países). A UIM tem status consultivo perante as Nações Unidas e o Conselho da Europa.

Na viagem à Espanha, a diretoria da AMB tem feito contatos com universidades na tentativa de firmar convênios que permitam aos magistrados brasileiros participar de cursos de aperfeiçoamento. Em reunião com a diretora da Faculdade de Direito da Universidade de Barcelona, Mirentxu Cogoy, foi feita solicitação para obter residência gratuita aos juízes brasileiros interessados em participar de cursos, já que não foi possível obter descontos nas mensalidades.

Em convênios com fundações, a universidade oferece residência gratuita em apartamentos, inclusive para a família do estudante. O curso tem duração de um ano, carga horária de 500 horas/aula e custa US$ 3.500.

A AMB também se reunirá com representantes das universidades de Salamanca, Madrid e Santiago de Compostela. A entidade já disponibiliza convênios de intercâmbio com as universidades de Lisboa, de Nova Lisboa e de Coimbra, em Portugal. (AMB)

Revista Consultor Jurídico, 5 de fevereiro de 2003, 19h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/02/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.