Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fotos chocantes

Polícia investiga vazamento de fotos de mulher esquartejada

A Corregedoria da Polícia Civil vai investigar o vazamento das fotos oficiais feitas no Instituto Médico Legal (IML) do corpo esquartejado da dona de casa Maria do Carmo Alves, de 46 anos, assassinada pelo cirurgião plástico Farah Jorge Farah, de 53 anos. As fotos estão circulando na Internet.

O pedido de investigação foi feito na quarta-feira pelo superintendente da Polícia Técnico-Científica do Estado, Celso Perioli, que encaminhou ofício à Corregedoria solicitando a abertura de procedimento para apurar responsabilidades.

A direção do IML reconheceu que as fotos foram feitas pela polícia no próprio instituto. O material constará no laudo que ainda não foi concluído e será anexado ao processo sobre o homicídio.

O diretor do IML, José Jarjura Jorge Júnior, considerou o vazamento "uma falta de respeito com o corpo da vítima e com a família". Fotos de cadáveres são tiradas exclusivamente para constar nos laudos e só são manuseadas por funcionários da Polícia Científica.

Entre as fotos em circulação, há imagens das mãos sem as digitais dos dedos, do corpo reconstituído a partir dos diversos pedaços, de detalhes dos membros dissecados e da cabeça decepada da vítima, com parte da pele do rosto arrancada.

Fonte: Último Segundo

Revista Consultor Jurídico, 5 de fevereiro de 2003, 17h08

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/02/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.