Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sob suspeita

MPF pede que STJ instaure inquérito contra governador do DF

O Ministério Público Federal pediu ao Superior Tribunal de Justiça a instauração de inquérito policial contra o governador do Distrito Federal, Joaquim Domingos Roriz e a vice-governadora, Maria de Lurdes Abadia, devido aos indícios do envolvimento de ambos em crime eleitoral. Roriz e sua vice são acusados de utilizar recursos públicos na campanha que os reelegeram nas últimas eleições.

O subprocurador-geral da República, José Roberto Santoro, apontou a existência de "farta documentação" comprovando que a campanha eleitoral dos requeridos foi financiada com recursos públicos obtidos mediante fraude.

Segundo o MPF, Roriz e Maria Abadia teriam desviado verbas do Instituto Candango de Solidariedade (ICS) para construção de comitês eleitorais e pagamento de pessoal. Além disso, há a denúncia de uso de veículos oficiais na campanha dos acusados, com o envolvimento de postos de gasolina que receberam dinheiro público para abastecer os carros durante o período eleitoral.

O MPF pediu que o STJ instaure inquérito policial e determine, "se for o caso", diligências complementares. Entre elas, a oitiva do próprio governador e de sua vice, de diversos servidores públicos da Companhia de Desenvolvimento do Planalto (Codeplan), do ex-presidente do ICS, do gerente-geral do Banco de Brasília , do diretor da Polícia Civil e de vários proprietários de empresas privadas acusados de participar do esquema de fraude.

Inq. 366

Revista Consultor Jurídico, 3 de fevereiro de 2003, 20h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/02/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.