Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Lavagem de dinheiro

MPF acusa 50 mil brasileiros de lavagem de dinheiro nos EUA

Uma autêntica bomba atômica, vinda justamente dos Estados Unidos, será jogada nesta segunda-feira (28/4) na capital federal brasileira: as procuradoras da República Raquel Branquinho e Valquíria Quixadá chegam de Nova York com a lista de 50 mil brasileiros que têm lavado muito dinheiro em território norte-americano, sobretudo na Ilha de Manhattan.

Estima-se, no Ministério Público Federal, que os valores lavados em território novaiorquino superem a soma de R$ 30 bilhões. O dinheiro, lavado nos últimos dez anos, afirma o MPF, foi lavado por grifes glamurosas da política brasileira: ex-ministros, ex-governadores, líderes de partidos políticos bem tradicionais e ex-presidentes de partidos. As procuradoras chegaram ao esquema de lavagem a partir de dicas fornecidas pela Polícia Federal fluminense, quando da investigação da máfia dos fiscais montada no Rio de janeiro, uma teia destecida e divulgada com estardalhaço há três meses.

Junto das procuradoras, também desembarcam em Brasília dois policiais federais, agentes Castilho e Renato, que ajudaram a rastrear os R$ 30 bilhões.

Revela o MPF que os 50 mil nomes lavaram o dinheiro sobretudo em imóveis e atividades a societárias com o emprego de "laranjas".

Revista Consultor Jurídico, 28 de abril de 2003, 9h31

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/05/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.