Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reação na Web

Spammers da Flórida processam grupos antispam

Texto transcrito do Info online

Novo round na luta contra os e-mails não-solicitados: a recém-formada EmarketersAmerica.org, da Flórida, decidiu processar algumas organizações que combatem o spam. Com o processo, aberto em 14 de abril, o grupo quer obrigar estas organizações a pararem de obstruir o spam, diz o site TheRegister. Quer receber, também, uma indenização de 75 milhões de dólares (mais o pagamento dos custos do processo) pelos "danos causados".

A lista montada pela EmarketersAmerica inclui diversas organizações. Entre elas, duas inglesas - a Spamhaus Project e a Spews.org. O processo é composto por cinco queixas distintas, incluindo invasão de privacidade, exposição do endereço IP dos spammers, e "interferência proposital em contrato de negócios".

Este não é o primeiro processo aberto por spammers na tentativa de preservar seus negócios - que atormentam milhões de internautas mundo afora. E nem será o último. No início do mês, por exemplo, o ativista antispam Francis Uy foi processado por um spammer que achou ruim ter seu nome incluído em uma lista online de pessoas e empresas que mandam mensagens não-solicitadas. Pelo menos por enquanto, Francis Uy está levando a melhor neste embate.

A partir do próximo dia 30, e por três dias, a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos discutirá o envio não-solicitado de e-mails, com a presença prometida de spammers e antispammers.

Revista Consultor Jurídico, 25 de abril de 2003, 10h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/05/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.