Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novo comando

Maurício Corrêa é eleito próximo presidente do Supremo

O plenário do Supremo Tribunal Federal elegeu, nesta quarta-feira (9/4), Maurício Corrêa como novo presidente da Corte. Ele sucederá o atual presidente, ministro Marco Aurélio, e assumirá o cargo no dia 5 de junho. Corrêa foi eleito por dez votos a um -- por tradição, o candidato não vota nele mesmo.

Em princípio, numa homenagem, os ministros indicaram o ministro Ilmar Galvão, que agradeceu mas declinou, tendo em vista a proximidade de sua aposentadoria. Ainda na sessão desta quarta, o ministro Nelson Jobim foi eleito vice-presidente da Corte, também recebendo dez votos - um voto foi para a ministra Ellen Gracie.

Maurício Corrêa assumiu o cargo de ministro do Supremo por indicação do ex-presidente da República, Itamar Franco, em 15 de dezembro de 1994, para quem trabalhou como ministro da Justiça. Seu amplo currículo jurídico como advogado militante em Brasília, inclui o cargo de presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seção do Distrito Federal, entre 1978 e 1986. Foi senador da República durante a Assembléia Nacional Constituinte e teve 144 emendas de sua autoria aprovadas.

O ministro nasceu em Minas Gerais, na cidade de São João do Manhuaçu, em 9 de maio 1934. O mandato de presidente do STF dura dois anos, mas Maurício Corrêa permanecerá no cargo por menos de um ano, pois se aposentará compulsoriamente por idade.

Opinião de Fausto

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Francisco Fausto, fez o seguinte comentário sobre a eleição de Corrêa para a presidência do STF, em substituição ao ministro Marco Aurélio:

"A magistratura espera muito do ministro Maurício Corrêa. Ele é um homem que tem vasta experiência tanto no campo jurídico como político. Estamos vivendo momentos que é preciso um homem experiente, maduro como ele para ser o chefe supremo da magistratura brasileira."

Com informações do STF e do TST.

Revista Consultor Jurídico, 9 de abril de 2003, 16h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/04/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.