Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novo triênio

Conheça o perfil do novo presidente do Cesa

O advogado Horacio Bernardes Neto, um dos sócios fundadores do escritório Xavier, Bernardes e Bragança Sociedade de Advogados foi eleito diretor presidente do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa), entidade que reúne o maiores 400 escritórios de advocacia nacionais e internacionais instalados no Brasil.

O vice-presidente é o advogado Antonio Corrêa Meyer, sócio do Machado, Meyer, Sendacz e Ópice, ex-presidente da Associação dos Advogados de São Paulo, ex-secretário de Justiça do Estado e integrante do board da Câmara Americana de Comércio (Amcham-SP).

Fundado em 1983, o Cesa tem por objetivo promover estudos e debates sobre questões jurídicas e assuntos relacionados à administração da Justiça e ao exercício da profissão de advogado. A entidade defende os interesses operacionais das sociedades de advogados.

O Cesa produz e divulga, anualmente, o "Guia legal para o investidor estrangeiro no Brasil" e a lista de escritórios associados ao Centro. Os volumes são distribuídos para todas as embaixadas e representações consulares do Brasil no exterior para consulta dos interessados.

A instituição também participa de entidades internacionais como a International Bar Association (IBA), Association Internacionale Des Jeunes Avocats (AIJA) e International Law Association (ILA).

Um dos temas em discussão pelos profissionais envolve a possível inclusão de serviços jurídicos na liberalização de serviços mundiais em fóruns internacionais, nas negociações da Alca (Área de Livre Comércio) e na Organização Mundial do Comércio (OMC). O Itamarati descartou a hipótese. "A grande preocupação é que se a proposta for aceita, os serviços advocatícios sirvam como moeda de troca para obtenção de outros serviços", diz Horacio Bernardes Neto.

Horacio Bernardes Neto formou-se pela Universidade de São Paulo (1977), pós-gradou-se no Instituto de Direito Comercial Internacional da Universidade de Colônia (Alemanha). Foi presidente da Association Internationale des Jeunes Avocats (97), é vice-presidente da Comissão de Escritórios Multidisciplinares da International Bar Association (IBA) e da Union Internationale des Avocats (UIA).

Revista Consultor Jurídico, 4 de abril de 2003, 18h21

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/04/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.