Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Julgamento marcado

GM não aceita acordo com metalúrgicos de Mogi das Cruzes

Os metalúrgicos da unidade da GM de Mogi das Cruzes e a empresa não chegaram a um acordo, na audiência de conciliação desta quinta-feira (3/4). A GM não aceitou a proposta apresentada pelo Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo e preferiu aguardar o julgamento do dissídio.

O julgamento da greve, iniciada na última segunda-feira (1º/4), foi marcado para a próxima segunda-feira (7/3).

A proposta do TRT consistia em conceder adiantamento salarial de 10% aos trabalhadores, a ser pago nos meses de abril e julho; redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais; pagamento de dias parados e estabilidade de 60 dias.

Os metalúrgicos farão uma assembléia para decidir se retornam imediatamente ao trabalho como propôs o Tribunal, compensando os dias parados. (TRT-SP)

Revista Consultor Jurídico, 3 de abril de 2003, 17h09

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/04/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.