Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Gol de placa

Brasil desponta como um dos líderes mundias em tecnologia jurídica

Em pleno terceiro mundo, o Brasil desponta como um dos lideres mundiais no setor de aplicações de tecnologia da informação na área jurídica.

São produzidos em nosso país ótimos softwares jurídicos (públicos e privados), páginas de tribunais com excelente nível técnico e de conteúdo, e ainda serviços jurídicos "on line" e procedimentos jurídico-administrativos inovadores, como a "Urna Eletrônica" e o "Imposto de Renda". Também estão para chegar o "Fórum Eletrônico" e as "Câmaras Digitais de Mediação e Arbitragem", totalmente desenvolvidos em território nacional.

Por incrível que pareça, o Brasil é um dos líderes no setor. Nos EUA, por exemplo, as eleições e o imposto de renda estão "no papel". No âmbito dos tribunais, faça um teste: compare o site do STF com outras supremas cortes de outros paises, e veja a diferença.

A explicação está na ciência. No âmbito da produção científica e desenvolvimento de sistemas inovadores, este cenário é acentuado, pois existem grupos de pesquisa trabalhando de forma eficiente e contínua, com excelentes resultados acumulados nos últimos anos. Ocorre que estes resultados acabam por desaguar em soluções efetivas, daí decorre a posição de liderança.

É o caso do grupo de pesquisa em inteligência jurídica do Ijuris (Instituto Jurídico de Inteligência e Sistemas), ligado ao programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina. Os pesquisadores acabam de receber a notícia da aprovação de quatro trabalhos, ao mesmo tempo, em um único evento internacional.

Dentre os trabalhos aprovados, três são focados no desenvolvimento de aplicações com inteligência artificial na área jurídica:

"Pesquisa Contextual Estruturada para o Conselho de Seguranca da ONU"

Hugo Cesar Hoeschl, Tania Cristina D´Agostini Bueno, Andre Bortolon, Eduardo da Silva Mattos, Marcelo S. Ribeiro e Ricardo Miranda Barcia

"AlphaThemis: do texto ao conhecimento"

Hugo Cesar Hoeschl, Tania Cristina D'Agostini Bueno, Andre Bortolon, Eduardo da Silva Mattos e Marcelo S. Ribeiro.

"Aplicando Raciocínio Baseado em Casos para Representar o Conhecimento de Decisões Tributárias em Sistemas de Recuperação de Informação"

Alexandre Serra Barreto e Tania Cristina D'Agostini Bueno

O evento é o Ideia/Iberamia, que acontecerá no mês de novembro em Sevilha, Espanha, e materializa um dos principais fóruns mundiais na área de inteligência artificial.

Segundo os pesquisadores (que já tiveram trabalhos aprovados e publicados em eventos nos EUA, Noruega, Alemanha e China), todos os trabalhos têm o objetivo de aplicar inovações cientificas e tecnológicas em soluções práticas, que resolvam problemas concretos, para facilitar as atividades dos operadores jurídicos, agilizar o andamento da justiça e democratizar o acesso à informação.

O grupo já produziu mais de trinta softwares, dos quais sete já estão patenteados, e, com o objetivo de agilizar o processo, foi aberta uma empresa, a WebIS S. A., que tem a missão de transformar as inovações científicas em soluções práticas.

Revista Consultor Jurídico, 27 de setembro de 2002, 10h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/10/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.