Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Marketing jurídico

Marketing jurídico: como ter uma excelente página na Internet

A internet é a inteligência coletiva e ordenada do mundo, a realização do sonho de muitos pensadores e escritores como Jorge Luis Borges. É a biblioteca universal e infinita do conhecimento, possibilita novas experiências, vivências, troca de informações, criando uma linguagem de comunicação entre as diferentes sociedades do mundo.

O ser humano possui o instinto de comunicação e a rede mundial é o melhor reflexo tecnológico deste Instinto.

Informação e conhecimento codificados digitalmente estão substituindo capital, terra e energia como força motriz da transformação. Segundo Henrique Meirelles, presidente do BankBoston, entramos na era da informação em janeiro de 1992 quando, em Wall Street, as ações da Microsoft sobrepujaram em preço as ações da General Motors, empresa com com um patrimônio 60 vezes maior.

Na visão do marketing jurídico, devemos reformular essa tendência de páginas institucionais e fazer uma revisão completa de conceitos. O ponto principal é utilizar a tecnologia para gerar informação completa para o cliente, com o objetivo de reduzir as ligações para o escritório em busca de notícias sobre processos e andamentos dos mesmos. Quanto tempo você perde com isso? Qual o custo desta perda ao longo de cinco anos?

Quando o mundo muda mais depressa, você também é obrigado a mudar mais rápido.

Um grande escritório de São Paulo implementou uma solução completa de dispor informações em tempo real em seu site para o cliente, através de uma senha previamente cadastrada para acesso a relatórios e ao andamento do processo. Qual o resultado? Simplesmente a redução em 85% das ligações para o referido escritório. Todo advogado deve, a partir deste momento, focar suas estratégias na internet para criar e desenvolver métodos em que o cliente possa receber informações personalizadas e de preferência com comentários exclusivos para ele.

Como fazer isso? Ao longo deste capítulo teremos algumas dicas nesse sentido.

A página na internet serve como anteparo do advogado, uma apresentação que poderá ser útil para a conclusão de negócios no exterior e mesmo para uma parceria nacional. Pois o interessado em fazer negócios com o nosso escritório tem de onde retirar as primeiras informações sobre você a partir de sua página e quanto mais bem realizado o site, melhor a impressão que deixará.

O verdadeiro embrião do que hoje é a maior rede de comunicação do planeta, surgiu em 1969, pelo medo de uma guerra nuclear, fruto da Guerra Fria. A Arpanet nasceu com a finalidade de atender a demandas do Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DOD). A idéia inicial era criar uma rede que não pudesse ser destruída por bombardeios e fosse capaz de ligar pontos estratégicos, como centros de pesquisa e tecnologia. O que começou como um projeto de estratégia militar, financiado pelo Advanced Research Projects Agency (Arpa), acabou se transformando na Internet.

As páginas atuais dos advogados tem se caracterizado pelo conteúdo institucional ou pessoal, com pouca utilidade para prospecção de clientes e muito menos prestando um serviço para o mesmo. As páginas devem ser construídas pensando nos clientes em primeiro lugar e nas informações práticas que o site pode fornecer.

Não podemos esquecer que as conferências virtuais estão evoluindo e barateando seus custos, o que viabilizará reuniões entre clientes e advogados via internet. Com a difusão da televisão digital, novos caminhos estão surgindo como uma interação absoluta entre os veículos de informação. É estar sempre alerta para as revoluções que nos cercam e em como isso pode ser aplicado em sua empresa.

Soluções existentes em grandes escritórios

Sem dúvida a era do papel nos escritórios jurídicos estão senão com os dias contados, pelo menos a caminho de uma redução brutal. Enquanto dezenas ficam nas filas nas centrais de cópias dos tribunais, outros estão cada vez mais sofisticados. A tecnologia já é uma realidade palpável, e muito comum a vários escritórios.

- Scanner portátil da pasta para a cópia das novas páginas dos processos;

- Computador de bolso com tarefas anotadas.

Exemplo de escritório na área:

A Marcondes Associados tem 400 funcionários, responsáveis pelos cerca de 17.000 processos em andamento. Para ordenar e facilitar o acesso a tantas informações, a empresa usa um software concebido por um dos advogados da empresa, Renato Marcondes. O programa criado recebeu o nome de Warrior, consumindo um investimento de 7 milhões de reais e dois anos de preparação e treinamento de pessoal. Os clientes têm acesso remoto às informações sobre seus processos e sobre suas despesas com o escritório. Dessa maneira, o cliente fica em sua mesa acompanhando os dados que necessita Essa agilidade é fundamental para conquistar uma carteira mais qualificada de clientes, principalmente na área empresarial.

  • Página:
  • 1
  • 2
  • 3

Revista Consultor Jurídico, 25 de setembro de 2002, 15h24

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/10/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.