Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Audiência trabalhista

Vale do Rio Doce e empregados devem buscar acordo em dez dias

O vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Vantuil Abdala, suspendeu, nesta quarta-feira (18/09), a primeira audiência de conciliação entre representantes da Companhia Vale do Rio Doce e dos empregados da empresa. O ministro pediu que as duas partes busquem um acordo no prazo de dez dias. Se as negociações não forem bem-sucedidas, será marcada nova audiência de conciliação.

De acordo com estimativa da Vale, 97% dos 14 mil funcionários aceitaram a proposta de reajuste de 7% mais abono salarial de R$ 1.000,00 e já assinaram o acordo coletivo. A empresa rejeitou a reivindicação dos representantes sindicais de 9,5% de aumento mais abono de R$ 2.500,00. A empresa considera inviável conceder reajustes diferenciados aos trabalhadores.

Instrutor do processo, o ministro Vantuil Abdala encerrou a sessão com um apelo para que as duas partes tenham boa vontade para que as negociações sejam bem-sucedidas.

Revista Consultor Jurídico, 18 de setembro de 2002, 19h25

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/09/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.