Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Serviço negligente

Juiz manda hospital pagar indenização de R$ 50 mil por negligência

A Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais mandou o Hospital Municipal Odilon Behrens indenizar a mãe de uma adolescente em R$ 50 mil por negligência e erro médico. Nazareth Leite afirmou que o hospital liberou sua filha, que deveria ter sido internada porque tinha uma moléstia grave (pneumonia/derrame pleural).

O desembargador Eduardo Andrade entendeu que não há dúvida sobre o nexo de causalidade entre a ausência de internação e o dano ocorrido. A menor ficou com quadro de lesão cerebral irreversível.

De acordo com o processo, a menor, na época com dez anos, foi atendida no hospital em junho de 1998 com febre alta, "chieira no peito" e "canseira". A médica diagnosticou pneumonia e determinou que o tratamento fosse na residência da paciente.

Dois dias depois, a menor retornou ao mesmo hospital após uma parada cardio-respiratória. Ela apresentava um quadro de paralisia cerebral, seqüela neurológica, dificuldade de deglutinação, vômitos e pneumonia grave.

O hospital afirmou que no exame feito na paciente não foi detectado derrame pleural que poderia indicar um quadro de internação. A defesa do hospital argumentou também que a menor recebeu todo o cuidado e orientação indicada e que a mãe não cumpriu as ordens médicas prescritas.

Revista Consultor Jurídico, 18 de setembro de 2002, 17h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/09/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.