Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sistema prisional

Bangu 1 deixou de ser presídio de segurança máxima, diz Naves.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Nilson Naves, afirmou que a rebelião ocorrida no interior do presídio Bangu 1, no Rio de Janeiro, comprovou que a unidade “deixou de ser de segurança máxima”. O ministro defendeu também uma revisão urgente do sistema prisional brasileiro, como por exemplo, a ampliação de penas alternativas para pequenos delitos e o aparelhamento das polícias Federal, Civil e Militar para que possam ter condições de combaterem as ações criminosas no País.

A avaliação da rebelião em Bangu 1 foi feita pelo ministro Nilson Naves, nesta quinta-feira (12/9), em entrevista a Lazier Martins, da Rádio Gaúcha, de Porto Alegre (RS). “Para que isso seja possível é preciso de se gaste”, afirmou o presidente do STJ.

Para o ministro Nilson Naves, os auxiliares do presidente Fernando Henrique Cardoso, “que possuem as chaves do cofre”, devem estar atento a esta necessidade.

“Precisamos incrementar mais as penas alternativas e construir penitenciárias em locais mais afastados dos grandes centros. É importante também que estas prisões sejam menores. Isso foi quebrado em Bangu 1. Ou seja, construíram o presídio numa área urbana com toda população correndo sério perigo. Estamos na torcida para que estas medidas sejam colocadas em prática”, afirmou Naves.

Revista Consultor Jurídico, 12 de setembro de 2002, 13h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/09/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.