Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sob suspeita

CGU não aceita justificativa da Força Sindical sobre uso do FAT

A ministra chefe da Controladoria-Geral da União, Anadyr de Mendonça Rodrigues, recomendou nesta terça-feira (3/8), que o Ministério do Trabalho reprove a prestação de contas da Força Sindical. A ministra não aceitou as justificativas apresentadas pela Força Sindical sobre a aplicação, pela entidade, de recursos do FAT - Fundo de Amparo ao Trabalhador

A ministra sugere também que não sejam repassados recursos à entidade, sem que seja feita análise minuciosa para eliminar "completamente as constatações da Auditoria e, no caso de esgotadas as providências administrativas, seja determinada a instauração de Tomada de Contas Especial".

A decisão da Ministra Anadyr foi adotada após a análise do trabalho feito por uma equipe da Secretaria Federal de Controle Interno, órgão integrante da estrutura da Controladoria-Geral da União. A equipe analisou, durante uma semana, as explicações fornecidas pela Força Sindical às supostas irregularidades encontradas na aplicação dos recursos Programa Nacional de Qualificação do Trabalhador.

Revista Consultor Jurídico, 3 de setembro de 2002, 20h37

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/09/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.