Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pausa no trabalho

Mutirão do TST será suspenso por causa das eleições

O Tribunal Superior do Trabalho deixará de promover, neste fim de semana (26 e 27), o mutirão feito desde 21 de setembro passado para anexação de petições a processos, nos três prédios da Corte, por causa do segundo turno das eleições. Cento e trinta funcionários trabalham no mutirão e até agora já foram anexadas 30.500 petições, durante quatro fins de semana.

Segundo o diretor-geral de Coordenação Judiciária do TST, Valério Freitas do Carmo, a meta inicial de anexar 63 mil petições deverá ser alcançada antes do prazo previsto. Ainda restam 13.521 documentos a ser anexados. Em sua maioria, as petições contêm procurações de advogados, comunicação de troca de endereços e novas informações a processos.

A intenção do diretor-geral é remanejar os 130 servidores que participam do mutirão para atuar em outras funções, como a distribuição de processos para gabinetes dos ministros do TST. Atualmente há cerca de 50 mil processos aguardando distribuição no TST.

Revista Consultor Jurídico, 25 de outubro de 2002, 14h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/11/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.