Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

ANPR responde

Entidade defende a procuradora Valquíria Quixadá

A notícia "Em causa própria" cede à boataria maldosa ao colocar em questão a postura ética da procuradora da República Valquíria Quixadá.

A procuradora desenvolve trabalho independente e sério, atuando na defesa da tutela coletiva e dos interesses difusos. A investigação quanto às perdas monetárias sofridas pelos cotistas dos fundos de investimento em virtude da uniformização da regra de marcação pelo mercado não visa um benefício certo, mas sim correções anômalas acerca do sistema financeiro nacional.

O episódio gerou ação coletiva do MPF contra os administradores dos fundos e seus fiscalizadores, Banco Central e Comissão de Valores Imobiliários, que visa o imediato ressarcimento dos investidores lesados.

Nunca é demais destacar que o episódio gerou a saída de enormes somas investidas nos fundos, colaborando para o enfraquecimento da já frágil economia brasileira.

É evidente, portanto, a quem favorece as investigações de Valquíria Quixadá: ao Brasil. A procuradora da República informa que não possui investimentos nos fundos.

Carlos Frederico Santos

Presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República

Revista Consultor Jurídico, 24 de outubro de 2002, 20h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/11/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.