Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sob suspeita

Justiça autoriza realização de concurso para promotor no ES

As provas para o preenchimento de vagas para o Ministério Público Estadual do Espírito Santo foram neste domingo (13/10). O MPES cassou a liminar que suspendia as provas para a seleção de promotores. O juiz do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, André Fontes, permitiu a continuidade do concurso.

Segundo o jornal de Vitória, "A Gazeta", a OAB-ES denunciou várias irregularidades no concurso. Entre elas, a participação de candidatos que são parentes de membros da comissão organizadora do concurso. Além disso, a entidade reclama que não tem participação efetiva nas fases da seleção. Ainda segundo o jornal, a OAB-ES apontou o vazamento das questões da prova através de um escritório de advocacia.

De acordo com a denúncia, o procurador-geral de Justiça, José Maria Rodrigues de Oliveira Filho, tem dois irmãos e uma cunhada participando do concurso.

O presidente da OAB-ES, Agesandro da Costa Pereira, disse que vai a Brasília para se reunir com o presidente nacional da OAB, Rubens Approbato. Ele quer pedir apoio e discutir com o Conselho Federal da Ordem quais providências serão adotadas.

Revista Consultor Jurídico, 14 de outubro de 2002, 19h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/10/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.