Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Boi Gordo

Boi Gordo: associação nega morte de bois em apreensão em MT.

A Associação dos Parceiros e Credores das Fazendas Reunidas Boi Gordo divulgou nota para negar a informação de que vinte animais PO (Puro de Origem), da raça francesa Limosin, morreram por causa da inabilidade no pastoreio durante a busca e apreensão em uma fazenda de Chapada dos Guimarães (MT). Procurado pelo site Consultor Jurídico, o advogado da Boi Gordo, Marcelo Bernardez Fernandes, reafirmou a informação divulgada. “Essa informação consta inclusive nos autos”, disse.

Segundo o secretário executivo da Associação, Miguel Diez Gandullo, “o gado foi separado em lotes e a cada embarque, com a conferência “in loco” dos senhores Oficiais de Justiça”. A Associação afirma que não foi registrada qualquer morte de animais. Além disso, informou que não foram levadas 2.880 cabeças, como disse o advogado da Boi Gordo ao site Conjur, e sim 2.174.

Fernandes explicou que as primeiras informações passadas pelos administradores da fazenda foram sobre a saída de 2.880 cabeças, como divulgado por este site. Entretanto, foi verificado no processo que somente 2.174 animais foram retirados pela Associação apesar de não haver mais bois no local. Por isso, a Boi Gordo abriu uma sindicância interna para descobrir onde estão os outros animais.

A associação também alega que quando chegou na fazenda de Chapada, “23 caminhões estavam procedendo o carregamento, pela Boi Gordo, de 450 cabeças de gado a fim de levar ao frigorífico para serem abatidos, o que não poderia ter sido feito, pois o gado estava arrestado”. Mas os animais não chegaram a ser retirados pela Boi Gordo, segundo Fernandes, que disse não ter havido nenhum procedimento ilegal já que nem todas as cabeças estavam arrestadas.

O advogado da Boi Gordo afirmou ainda que a precatória nem poderia ser cumprida porque sua eficácia foi cassada.

Revista Consultor Jurídico, 11 de outubro de 2002, 17h06

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/10/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.