Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tudo às claras

Presidente do TRT-SP presta contas sobre obras do Fórum

A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, juíza Maria Aparecida Pellegrina, apresentou, nesta quinta-feira (3/10), a primeira prestação pública de contas das obras de conclusão do Fórum Trabalhista de São Paulo. As obras foram retomadas há um mês.

No canteiro de obras do Fórum e com a presença de juízes, servidores, advogados trabalhistas e representantes de entidades sindicais de trabalhadores e de empresários, a juíza apresentou as contas. "Essa primeira prestação de contas é o marco de um novo tempo e será uma rotina ao longo de toda minha gestão, porque tudo o que diga respeito ao TRT e à obra do Fórum Trabalhista, será tratado de forma absolutamente transparente", disse a juíza.

A construtora OAS, contratada pelo Tribunal para concluir as obras do Fórum, sob a supervisão de técnicos do Banco do Brasil, fez, no primeiro mês 1,09% da obra, o equivalente a R$ 597.552,00. Para concluir o prédio, serão necessários R$ 54.999.156,93, dos quais, o TRT dispõe de R$ 10,9 milhões.

Nessa primeira etapa foram feitos os serviços de recuperação e instalação do canteiro de obras. Além disso, houve movimentação de terra para realização de obras de fundação, contratação de operários e os primeiros serviços de alvenaria.

O relatório foi elaborado por técnicos do Banco do Brasil. As autoridades presentes receberam cópias do relatório do primeiro mês de obras do Fórum Trabalhista. O Tribunal de Contas da União e a Comissão de Orçamento do Congresso Nacional também vão receber o documento.

O presidente da Confederação Geral dos Trabalhadores, Antonio Carlos dos Reis, e da Central Única dos Trabalhadores, João Felício, e o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo, Horácio Lafer Piva, elogiaram a retomada das obras. Eles se solidarizam com a presidente do TRT em seu esforço para concluir o prédio.

Participaram da prestação de contas o secretário-geral da OAB-SP, Valter Uzzo, e o secretário nacional do Ministério da Justiça, Antonio Rodrigues Freitas Junior. Eles elogiaram a decisão da juíza Maria Aparecida Pellegrina de prestar contas, publicamente, sobre o andamento dos trabalhos.

O documento sobre as obras do Fórum Trabalhista de São Paulo pode ser consultado pela internet, na página do TRT da 2ª Região.

Revista Consultor Jurídico, 3 de outubro de 2002, 19h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/10/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.