Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Consolidação

Programa Interlegis promove treinamento básico em informática

O Programa Interlegis irá conectar a comunidade virtual do Poder Legislativo brasileiro a 1.900 câmaras de vereadores até o final do ano. Outra meta, que deve ser alcançada no mesmo período, é o início do treinamento básico em informática em todas as casas legislativas do país. Com isso, a montagem dessa rede, financiada em partes iguais pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pelo Senado Federal, estará ingressando em sua fase de consolidação.

"Até julho de 2003 devemos atender 2.500 dos 5.564 municípios brasileiros" - praticamente 45% do total, diz a responsável pelo Treinamento Básico Interlegis de Informática, Andréa Valente. Atualmente essa comunidade virtual é formada pelas 27 assembléias estaduais e 614 câmaras municipais, incluindo todas as das capitais e as dos municípios que lideram os vários pólos de desenvolvimento regional no Brasil.

Com o objetivo de integrar as casas legislativas brasileiras pela Internet, o Programa Interlegis começou a ser projetado em 1997. O primeiro esforço foi o de equipar as assembléias estaduais. Cada uma delas, segundo Andréa Valente, recebeu 20 computadores e dois servidores, além de equipamento para videoconferência. "Esse sistema de videoconferência", diz ela, "está funcionando desde 2001." E em oito das 27 assembléias estaduais o equipamento permite que os participantes emitam opiniões e façam perguntas ao vivo.

A implantação do programa nas câmaras municipais prevê a distribuição de uma estação de trabalho composta por um computador de grande porte, uma impressora e um equipamento específico para fazer a conexão à rede. Além dessa informatização física, o Interlegis oferece desde treinamento básico de microcomputador, Windows e Internet para as câmaras com menos recursos, até programas mais sofisticados, como o StarOffice, o StarWriter e o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL).

"Esse treinamento, destinado a pessoas ainda não familiarizadas com o uso do computador, pretende ajudar os alunos a aproveitarem as imensas possibilidades que a informática e a Internet oferecem para aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho", salienta o diretor nacional do programa, senador Carlos Wilson (PTB-PE).

Para se ter idéia dos recursos oferecidos pelos programas, o SAPL desenvolvido pela equipe do Interlegis permite que todas as casas legislativas coloquem à disposição da população suas propostas e decisões via Internet. Os parlamentares podem, inclusive, ter a sua própria página na rede, segundo técnicos do Interlegis.

A partir do dia 7 de outubro, a equipe do Interlegis iniciará o Treinamento Básico de Informática nos estados do Maranhão, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Fonte: Agência Senado.

Revista Consultor Jurídico, 1 de outubro de 2002, 22h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/10/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.