Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Banco condenado

Bradesco é condenado a indenizar jornalista em R$ 20 mil

O Bradesco foi condenado a pagar indenização por danos morais no valor de 100 salários mínimos (R$ 20 mil) para o jornalista Cesar Krob, do Jornal O Sul. O banco também deve devolver R$ 4.900,00 para Krob.

A decisão é do juiz da 4ª Vara Cível de Porto Alegre, Ivan Balson Araújo. O Bradesco ainda pode recorrer ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

De acordo com o site Espaço Vital, poucos minutos depois de fazer um depósito de R$ 5 mil em caixa automático — com dois envelopes contendo, cada um, 50 cédulas de R$ 50,00 — Krob foi convocado pelo gerente da agência para que comparecesse no local imediatamente.

Na agência, foi mostrado ao jornalista um envelope aberto com apenas R$ 50,00. A abertura do segundo envelope foi feita, em seguida. Também havia apenas R$ 50,00.

Como o Bradesco creditou na conta do jornalista apenas R$ 100,00, o caso foi parar na Justiça. Durante o processo ficou comprovado que o banco não possuía o sistema de monitoração de imagens (previsto na lei municipal nº 8.115). Se o Bradesco tivesse o sistema, poderia ter sido comprovado o efetivo depósito feito por Krob.

O juiz considerou "ser Cesar Krob pessoa idônea, de elevado conceito social e profissional, em nada autorizando concluir que tivesse a audácia e a pretensão de arquitetar golpe no banco demandado, arriscando-se a macular a integridade de seu conceituado histórico profissional, social e pessoal".

Em relação ao ônus da prova, o juiz definiu que "o risco da operação, somente pode ser carreado ao banco, pois inerente à sua atividade profissional, mormente em se atentando para o fato de que a implantação de equipamentos denominados auto-serviço veio, em essência, para reduzir custos da casa bancária".

Processo nº 104.720.025

Revista Consultor Jurídico, 26 de novembro de 2002, 9h51

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/12/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.