Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pontos de drogas

Denarc prende 76 pessoas acusadas de tráfico de drogas em escolas

O Departamento de Investigações sobre Entorpecentes prendeu, na noite terça-feira, 76 pessoas acusadas de tráfico de drogas nas portas e proximidades de universidades e de escolas públicas e privadas. No total, foram 61 flagrantes, com 60 homens e 16 mulheres acusados de vender entorpecentes. Quatro menores foram apreendidos e indiciados por ato infracional.

Dos 61 flagrantes, 18 foram na região central de São Paulo; sete na zona sul; cinco na zona oeste; nove na zona norte; 18 na zona leste e quatro na Grande São Paulo.

Um dos presos foi o biólogo Ronaldo Polachini Júnior, de 43 anos. Ele foi preso com seis pedras de crack, sob um viaduto na região central da cidade. Ele estudou na PUC de Campinas e se formou em Biologia, com licenciatura, pela Faculdade Professor Carlos Pasquale.

Segundo informações da família, Polachini chegou a estudar Virologia e trabalhar em multinacionais. Segundo o delegado Eduardo Nardi, titular da Divisão de Inteligência e Apoio Policial (Diap), o biólogo é acusado de vender drogas em frente da Escola Municipal Duque de Caxias.

Outro caso que chamou a atenção do delegado Nardi foi a prisão de

três estudantes de Direito da Unip, detidos no portão da faculdade, na unidade de Santo Amaro, zona sul. Dois deles, André Ribeiro Gonçalves, de 25 anos, e Silas Monzani Ballianotti, de 26, foram presos em flagrante vendendo maconha para João Augusto Nunes de Souza, de 20. Eles estavam com 400 gramas.

Na soma das cinco operações, em 274 flagrantes, 346 pessoas

foram presas. A Operação Escola Segura, projeto da atual

direção do Denarc, quer prender microtraficantes que atuam nas portas e proximidades de escolas. Para o diretor do Denarc, delegado Ivaney Cayres de Souza, eles são os responsáveis pelo ingresso de adolescentes no consumo de drogas. Essa filosofia de combate ao tráfico foi implantada em junho, quando da primeira operação feita pelo Denarc.

Depois de receber denúncias de tráfico de drogas em escolas, o Diap faz investigação prévia e encaminha os casos para a Divisão de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise). Nesta operação foram mapeadas 80 escolas com problemas de tráfico. Na primeira operação foram detectadas 150 escolas em situação crítica.

Revista Consultor Jurídico, 21 de novembro de 2002, 18h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/11/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.