Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Inteligência Jurídica

Inteligência Jurídica: trabalhos sobre E-Gov apresentados na Espanha.

Por 

A Universidade de Sevilha (Espanha) promove, durante esta semana, o Iberamia (Congresso Ibero-americano de Inteligência Artificial). O evento é dedicado exclusivamente a inteligência artificial e suas diversas técnicas, metodologias e tecnologias.

O Iberamia é composto de vários encontros internos, com focos específicos. Um deles é dedicado a "Deducción Automática e Inteligencia Artificial" e foi batizado de "Ideia".

Os principais centros de pesquisa Ibero-americanos, além de representantes de outros países como Itália, Inglaterra, França e Alemanha, estão prestigiando o evento.

Há conferencistas convidados como Willian B. Langdon, da Universitty College, de Londres, e Wolfgang Minker, da DaimlerChrysler da Alemanha, cuja presença tem por objetivo estabelecer uma ligação mais forte do universo científico com o profissional.

Brasil é referência mundial

Os trabalhos apresentados no "Ideia" pela equipe brasileira (Ijuris/UFSC) têm forte aplicabilidade nas áreas do Judiciário e do Governo Eletrônico. Ao todo, foram quatro trabalhos apresentados:

* Sistema Olimpo: pesquisa contestual estruturada para o Conselho de Segurança da ONU;

* AlhaThemis: do texto ao conhecimento;

* Aplicando raciocínio baseado em casos para representar o conhecimento de decisões tributárias em Sistemas de Recuperação de Informação;

* UNL como elemento redutor das barreiras culturais nos Sistemas CSCW.

Os autores dos trabalhos são: Tânia Cristina Bueno, Ricardo Miranda Barcia, Marcelo S. Ribeiro, Eduardo da Silva Mattos, Damian Rodriguez Sanches, Alexandre Serra Barreto, Vinicius Medina Kern, além do autor desta materia.

Os softwares "Olimpo" e "AplhaThemis", totalmente desenvolvidos no Brasil, causaram um impacto bastante positivo pelo seu avançado estado de implementação, algo raro em eventos científicos.

O Brasil já é uma referência mundial no desenvolvimento de aplicações inteligentes no âmbito da Justiça e do Governo Eletrônico.

 post doc em governo eletrônico professor da UFSC. É também ex-secretario de Geração de Oportunidades de Florianópolis. Especialista em Informática Jurídica, doutor em Inteligência Aplicada e pós-doutor em Governo Eletrônico. Ex-Promotor de Justiça e ex-Procurador da Fazenda Nacional.

Revista Consultor Jurídico, 14 de novembro de 2002, 15h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/11/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.