Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fato inédito

Fato inédito: Telemar pede antecipação de audiências nos JECs

A Telemar, empresa que tem a maior base de consumidores no Rio de Janeiro, apresentou uma proposta de solução dos seus processos pendentes durante o IV Encontro de Juizes dos Juizados Especiais Cíveis e Turmas Recursais, em Angra dos Reis, nos dias 8, 9 e 10 de novembro. O Projeto Telemar, como foi apresentado, foi levado ao Encontro pelo desembargador Sérgio Cavalieri Filho, membro da Comissão Estadual dos Juizados Especiais. Existem no Rio aproximadamente 70 mil ações envolvendo a Telemar. No projeto, a empresa pede antecipação de audiências marcadas na Justiça, para agilizar a solução de questões com seus clientes. A empresa também pretende sanar as pendências em primeira instância.

"Trata-se de um fato inédito nas relações de uma empresa com os seus clientes e uma demonstração do sucesso dos Juizados Especiais, criados há seis anos para servir de forma simples e rápida à população", comentou o desembargador Thiago Ribas Filho, coordenador dos Juizados Especiais no Rio.

O desembargador Sérgio Cavalieri espera que iniciativa da Telemar, no relacionamento com clientes e Justiça, seja seguida por outras companhias. Segundo ele, a operadora revelou aos juízes que está investindo em seus Programa de Qualidade, lançado este ano, e aperfeiçoando metas que envolvem desde procedimentos técnicos até sua relação com o consumidor. Estiveram presentes ao Encontro, representando a Telemar, seu diretor Jurídico, Gustavo Fleichman, e de Atendimento, José Luis Volpini.

Os dez maiores Juizados Cíveis do Rio registram 35.525 processos contra a Telemar, 16.712 estão em fase de execução. A empresa propôs solução imediata para indenizações de até 40 salários mínimos. Os que ultrapassm esse limite serão analisados para possibilidades de acordo. Além da Telemar, a cerj, a Light, o Credicard e outras instituições bancárias são o principal alvo do consumidor nos Juizados Especiais Cíveis.

Os representantes da Telemar explicaram aos juízes que a empresa já agilizou o atendimento aos clientes por meio dos Expressinhos e anunciaram outras medidas dentro de seu Programa de Qualidade para simplificar e facilitar ainda mais o contato com os consumidores. Citaram o projeto Na Rua , realizado no Nordeste, que leva funcionários da empresa até as comunidades para esclarecer os clientes sobre dúvidas em conta e como melhor utilizar a linha telefônica. A iniciativa também reflete-se em campanhas publicitárias.

A pedido do Tribunal de Justiça, as ações contra a empresa não serão mais levadas por oficiais de Justiça até a Telemar: a empresa enviará, duas vezes por semana, funcionários credenciados do departamento juridico para receber as novas ações. Só isso, segundo o desembargador Thiago Ribas, já vai facilitar e agilizar muito o trabalho da Justiça.

Fonte: TJ/RJ.

Revista Consultor Jurídico, 13 de novembro de 2002, 7h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/11/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.