Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Educação em jogo

Pais negligentes têm curso e recuperam guarda dos filhos no Rio

Um curso nada convencional ocorreu no Rio de Janeiro para pais considerados violentos ou negligentes pela Justiça. Depois de dois meses do curso, 58 pais recuperaram a guarda das crianças, que estavam sob proteção da 1ª Vara da Infância e da Juventude.

As crianças foram recolhidas nas ruas, não freqüentavam escolas ou fugiram de casa devido aos maus tratos. Os pais, todos de beca, receberam diplomas no fim do curso. Eles prestaram juramento de que irão proteger os filhos "das maldades e dos vícios" e vão criá-los "com amor e respeito".

Depois do juramento, a porta foi aberta e as crianças entraram no auditório. Cada criança tinha uma flor na mão. Ao som de "Meu Guri", de Chico Buarque, elas abraçaram os pais. Muitos choraram abraçados aos filhos. Os funcionários do TJ-RJ que participaram da solenidade estavam com uma camiseta com a frase "Palmada é covardia".

A solenidade foi presidida pelo juiz Siro Darlan, no auditório da Associação dos Magistrados, no Tribunal de Justiça do Rio. Estiveram presentes na solenidade juizes e desembargadores. Entre eles, Miguel Pachá, futuro presidente do TJ-RJ.

Darlan explicou que todos os pais que recuperaram a guarda dos filhos estão cientes de que se não cumprirem o que foi acordado, serão submetidos a processo penal.

Cada criança ganhou também um padrinho, que vai ajudar financeiramente na sua educação.

Durante a cerimônia, Clarissa Matheus, filha da governadora eleita, Rosinha Matheus, leu uma carta que recebeu da mãe há alguns anos. Na carta, Rosinha dizia à filha: "eu posso informá-la dos males do álcool e das drogas, mas não posso dizer não por você; eu posso ensiná-la a orar, mas não posso ter fé por você".

Depois da solenidade, todos foram almoçar num restaurante na Barra da Tijuca.

Revista Consultor Jurídico, 11 de novembro de 2002, 13h28

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/11/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.