Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Assalto em ônibus

Juiz manda empresa indenizar por causa de assalto em ônibus

O juiz do 7º Juizado Especial Cível de Goiânia, Wilson Safatle Faiad, condenou a empresa Expresso Açailândia a pagar R$ 7.200,00 por danos morais e materiais para o fotógrafo Termosir de Sena Moura. Motivo: ele foi assaltado dentro do ônibus da empresa durante uma viagem de Goiânia para Paraíso do Tocantins.

Os assaltantes levaram suas câmeras fotográficas, lentes objetivas, um aparelho celular e uma televisão de 20 polegadas.

O passageiro iria fotografar uma formatura universitária. Ele alegou que chegou na cidade sem condição de fazer o serviço contratado. A empresa argumentou que o fotógrafo não comprovou embarque das mercadorias e que não houve extravio ou danificação das bagagens e sim um roubo. Por isso, queria eximir-se da responsabilidade. O juiz rejeitou os argumentos. A empresa pode recorrer.

Revista Consultor Jurídico, 27 de março de 2002.

Revista Consultor Jurídico, 27 de março de 2002, 11h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/04/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.