Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Contribuição em jogo

Geraldo Brindeiro recomenda arquivamento de ação contra CPMF

O procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, recomendou ao Supremo Tribunal Federal o arquivamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade movida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde contra a continuação da cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

A Confederação alega que a CPMF não poderia ser cobrada por prazo superior a dois anos, de acordo com a Emenda Constitucional nº 12. Brindeiro alegou que a EC nº 21 prorrogou a cobrança por mais 36 meses.

Em 1996, o STF manteve em vigor a EC nº 12. Na ocasião, rejeitou o argumento da Confederação de que a contribuição somente poderia ser criada por lei complementar. A Corte entendeu que a criação da contribuição por Emenda não feriu direitos ou garantias individuais previstos na Constituição Federal.

A ação está sob a relatoria do presidente do STF, ministro Marco Aurélio de Mello, e deverá ser redistribuída nos próximos dias ao ministro Carlos Velloso.

ADI 1497

Revista Consultor Jurídico, 22 de março de 2002.

Revista Consultor Jurídico, 22 de março de 2002, 16h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/03/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.