Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eleições 2002

Garotinho pode ter que explicar dossiê contra Roseana

O secretário-geral do PSDB, deputado federal Márcio Fortes (RJ), pediu nesta terça-feira (12/3) que o Superior Tribunal de Justiça notifique judicialmente o governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PSB). O secretário que quer Garotinho explique sobre a existência ou a entrega de supostos dossiês sobre a governadora do Maranhão, Roseana Sarney.

O relator sorteado para a questão é o ministro Humberto Gomes de Barros.

De acordo com os advogados de Márcio Fortes, embora a diligência de busca e apreensão feita na empresa Lunus, de propriedade da governadora maranhense, tenha sido determinada pelo Poder Judiciário Federal, o governador do Rio de Janeiro, “por interesses puramente eleitorais”, atribuiu tal fato ao deputado federal do PSDB.

Para comprovar tal tese, é reproduzido o texto de uma reportagem onde Anthony Garotinho teria afirmado que recusara, 15 dias antes da ação policial na Lunus, um dossiê contra Roseana oferecido por um político do PSDB fluminense.

De acordo com trecho de um texto publicado na imprensa, “Garotinho não revelou nomes, mas, segundo assessores, o dossiê lhe teria sido oferecido por um representante do deputado federal Márcio Fortes, secretário-geral do PSDB e coordenador da campanha de José Serra”.

O secretário pede que o STJ envie carta de ordem para que um dos juízes da Justiça Federal do Rio de Janeiro encaminhe a interpelação do governador estadual “para o fim de confirmar, ou não, ter responsabilizado o notificante (Márcio Fortes) pela conduta difamatória de estar oferecendo ‘dossiês’ clandestinos sobre oponentes políticos, ou de ter atribuído ao mesmo a responsabilidade pela feitura de tais ‘dossiês’”.

Revista Consultor Jurídico, 12 de março de 2002.

Revista Consultor Jurídico, 12 de março de 2002, 20h34

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/03/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.