Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Briga no futebol

Torcedora que xingou ex-presidente do Grêmio deve indenizá-lo

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou, por unanimidade, a professora Jeani Gomes Teixeira por ofender o ex-presidente do Grêmio, Luis Carlos Silveira Martins, conhecido como “Cacalo”.

A torcedora gremista deve pagar 12 salários mínimos (R$ 2.160,00) por xingá-lo em cartas publicadas no Jornal Zero Hora, entre setembro de 1997 e janeiro de 1998.

De acordo com o processo, a torcedora usou expressões como “moleque”, “imbecil” e “não tem moral”. Em um das cartas chegou a dizer que “Cacalo fez contratações idiotas”.

Algumas das expressões foram também feitas para outros dois dirigentes, que não processaram a torcedora. A sentença do TJ-RS confirma decisão de primeira instância.

Processo nº 70000-805051

Revista Consultor Jurídico, 5 de março de 2002.

Revista Consultor Jurídico, 5 de março de 2002, 11h25

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/03/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.