Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Restaurante consegue liminar para funcionar até de madrugada

Por 

O restaurante Guimas, no Rio de Janeiro, pode funcionar até às 5 horas da manhã. A liminar foi concedida pelo desembargador da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, Jorge Magalhães.

A prefeitura havia proibido os estabelecimentos de funcionar depois de uma hora da manhã. A Associação dos Moradores da Gávea promete recorrer.

Dor de cabeça I

Depois de ser alvo de notificação do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor por problemas no câmbio, o Grand Cherokee começa a dar dor de cabeça por causa do freio.

Em dezembro do ano passado, o economista Ricardo Oliveira sofreu acidente um dia depois de ter comprado o carro da marca porque o freio não funcionou.

O veículo ainda continua na concessionária San Diego, passados 80 dias. A peça necessária para a troca precisa ser encomendada à fabricante DaimlerChryler, nos EUA.

Dor de cabeça II

Não é só como vice-presidente do Flamengo que Júlio Lopes enfrenta

problemas. Investidores que compraram debêntures do Centro Educacional da Lagoa, que pertence a Lopes, reclamam que não viram a cor do dinheiro.

A operação de R$ 10 milhões foi feita em 1998 e se destinava à compra do tradicional colégio carioca, Franco-Brasileiro.

Pagamento obrigatório

O Estado do Rio conseguiu liminar para impedir a empresa Bells, de São Paulo, de comprar combustíveis nas refinarias da Petrobras, no Rio, sem recolher o ICMS. A liminar foi concedida pelo ministro do STF, Ilmar Galvão.

Revista Consultor Jurídico, 5 de março de 2002.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 5 de março de 2002, 10h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/03/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.