Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corte questionado

Dirigentes dos tribunais discutem corte orçamentário com FHC

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Francisco Fausto, acompanhará o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Marco Aurélio de Mello, e demais dirigentes de tribunais superiores em uma audiência com o presidente Fernando Henrique Cardoso, na próxima quinta-feira (9/5). O objetivo da reunião é discutir o corte de R$ 111,5 milhões no orçamento do Poder Judiciário, dos quais R$ 23 milhões foram cortados da Justiça do Trabalho.

Francisco Fausto disse que falará ao presidente da República sobre as dificuldades da Justiça do Trabalho, agravadas com os cortes orçamentários. Segundo o ministro, "além da participação desse segmento da Justiça ser mínima no Orçamento Federal, respondendo por 0,66% do seu total, as verbas são fundamentais para dar andamento a projetos inadiáveis".

De acordo com Fausto, os cortes de verbas são prejudiciais porque paralisam ou atrasam os cronogramas de algumas obras da Justiça do Trabalho. Para ele, os cortes orçamentários atingiram principalmente os projetos de continuação das obras da nova sede do TST, em Brasília, e das sedes dos Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) de São Paulo, Mato Grosso e Rio Grande do Norte.

Revista Consultor Jurídico, 7 de maio de 2002, 13h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/05/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.