Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Propaganda eleitoral

Justiça eleitoral multa Record, Raul Gil e Paulo Maluf

O juiz auxiliar do TRE, Décio Notarangeli, acolheu representação do PSDB e condenou a Rede Record de Televisão, o apresentador Raul Gil e o pré-candidato Paulo Maluf. Eles foram condenados por fazer propaganda eleitoral antecipadamente. Cada um foi multado em R$ 53.205,00.

O TRE ainda advertiu que a emissora pode ser tirada do ar por 24 horas se continuar a transgredir as normas da propaganda eleitoral.

No dia 22 de abril, no programa "Raul Gil Tamanho Família", no quadro denominado "Para quem você tira o chapéu", o apresentador realizou propaganda eleitoral em favor de Paulo Maluf. O apresentador elogiou o ex-prefeito e afirmou que ele "estava se candidatando mais uma vez ao Governo".

O pré-candidato, além de assumir a candidatura, fez abertas promessas de campanha, ferindo a legislação. A propaganda eleitoral na televisão é restrita ao horário gratuito, que terá início em 20 de agosto.

Revista Consultor Jurídico, 19 de junho de 2002, 19h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/06/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.