Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Belo continua preso

Juízes do Rio disputam para ver quem julga Belo

Por 

A prisão preventiva do cantor de pagode Marcelo Pires Vieira, o Belo, poderá se prolongar por pelo menos mais vinte dias.

O processo tropeçou no desentendimento entre as três câmaras criminais do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que se julgam competentes para julgar os pedidos de hábeas corpus apresentados em favor do cantor.

Inicialmente, a 7ª Câmara Criminal era considerada o foro devido, uma vez que fora a primeira a ser movimentada no caso. Posteriormente, contudo, verificou-se que a 2ª e a 8ª Câmaras também haviam sido provocadas.

Na reunião desta terça-feira (9/7), depois de discussões e atritos, entendeu-se por adequado submeter a controvérsia ao Ministério Público. Recebido o parecer, o documento será encaminhado à 2ª Vice-presidência do TJ que deverá determinar qual Câmara terá o privilégio de julgar o caso da celebridade nacional. Até que os procuradores se manifestem acredita-se que Belo passará pelo menos mais três semanas preso.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 9 de julho de 2002, 17h19

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/07/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.