Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Defensoria Pública

Entidades defendem criação de Defensoria Pública em São Paulo

No Estado de São Paulo, o movimento pela criação da

Defensoria Pública nasceu, a partir de anteprojeto elaborado

pelo Sindicato dos Procuradores – Sindiproesp. O documento

foi entregue oficialmente às autoridades públicas e aos

movimentos sociais na segunda-feira (24/6), durante evento no

Salão Nobre da Faculdade de Direito do Largo São Francisco,

em São Paulo. O evento teve a participação de várias autoridades. Entre elas, o ministro da Justiça, Miguel Reale Júnior.

O estado de São Paulo ainda não criou a Defensoria Pública,

embora esse compromisso constasse do programa de Covas quando se candidatou a governador do Estado de São Paulo em 1994.

O presidente do Sindicato dos Procuradores do Estado de São

Paulo, Vitore André Zílio Maximiano, afirmou que o movimento

tem adesão de 348 entidades e movimentos sociais. A

expectativa, de acordo com Maximiano, é que ele seja ampliado

no decorrer dos próximos meses.

O Movimento buscará dos candidatos ao Governo do Estado de

São Paulo o compromisso pela criação da Defensoria Pública.

Segundo Beatriz Afonso, da Comissão Teotônio Vilela de

Direitos Humanos, o Movimento se fortaleceu muito com o apoio

recebido de diversas autoridades, especialmente do Ministro

Marco Aurélio, Presidente do Supremo Tribunal Federal.

Revista Consultor Jurídico, 1 de julho de 2002, 18h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/07/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.