Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Estado de choque

Homem armado abusa de jovem dentro do metrô em SP

Em pleno horário do rush, com o metrô lotado, pouco depois das 8h, uma recepcionista foi forçada a despir-se dentro do vagão. Sem poder virar-se, com o cano de um revólver nas costas, a moça passou péssimos momentos, enquanto o criminoso, agarrado a ela, se masturbava.

A ocorrência foi registrada na Delegacia da Mulher, da Praça da Sé, na capital paulista, na manhã desta quinta-feira (17/1), pelo advogado Eli Alves da Silva, para quem a recepcionista trabalha. "Foi uma atrocidade que mostra a falta de segurança do metrô", afirmou Eli Alves.

Embora o vagão estivesse lotado, ninguém arriscou a interferir. O episódio se deu entre as estações Brás e Sé. A recepcionista, de 18 anos de idade, forçou a saída ao passar pela estação D.Pedro, mas foi impedida pelo bandido, que chegou a morder o braço da jovem.

Para dificultar sua identificação, o criminoso impediu que ela se voltasse em sua direção. Posteriormente, uma única passageira ofereceu-se - fornecendo seu número de telefone - para ajudar a vítima a descrever o criminoso. Ainda nesta quinta-feira, a moça atacada tentará identificar seu ofensor pelas roupas - calça branca e blusa azul brilhante - pelas imagens de vídeo gravadas nas estações do metrô.

Revista Consultor Jurídico, 17 de janeiro de 2002, 13h23

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/01/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.