Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Apagão local

Ladrões roubam cabos elétricos e deixam centro de SP sem luz

Os advogados que foram às varas que se localizam no fórum central da capital paulista perderam a viagem, nesta terça-feira (8/1). Os correntistas e contribuintes que precisaram dos serviços das agências bancárias por ali, tiveram problemas também.

Boa parte da região está sem energia elétrica. O motivo foi o furto de cabos da Eletropaulo que alimentam a área. Ficaram sem funcionar nesta terça-feira (8/1) os fóruns da Praça João Mendes, os bancos das ruas Direita e XV de Novembro e estabelecimentos comerciais da Praça da Sé. O corte afetou também o bairro da Liberdade e chegou à avenida Brigadeiro Luiz Antônio.

Segundo a assessoria de imprensa da Eletropaulo, todo o transtorno foi provocado por causa de apenas quinze metros de cabos. Essa distância equivale a 90 quilos de cobre o que, a preço de mercado, equivaleria a R$ 540,00.

O roubo foi considerado tão surpreendente que alguns advogados chegaram a cogitar de o corte ter sido provocado por alguma outra razão, ligada ao mundo dos negócios. Sem luz, sistema telefônico fixo nem computadores, todas as operações que dependiam de energia elétrica na região, onde estão as matrizes de alguns dos maiores bancos do país, tiveram que ser suspensas.

Os ladrões levantaram as tampas de ferro de uma galeria e provocaram um curto-circuito. A medida poupou-os de um choque elétrico de 20 mil watts. O furto ocorreu na segunda-feira (7/1). Uma ligação de emergência permitiu que a eletricidade voltasse temporariamente, mas a Eletropaulo precisou desligar o sistema novamente. A previsão é que a situação se normalize ainda nesta terça-feira.

Revista Consultor Jurídico, 8 de janeiro de 2002, 17h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/01/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.