Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

CLT alterada

Juízes e centrais sindicais protestam contra alteração da CLT

Entidades representativas de juízes e centrais sindicais fazem, na quarta-feira (20/2), ato público contra a aprovação no Senado do Projeto de Lei que altera a Consolidação das Leis Trabalhistas que flexibiliza as relações entre empregado e empregador.

A manifestação ocorrerá na sala 19 do corredor das comissões do Senado, a partir das 14h. O ato “Direitos Garantidos por lei. Pela Rejeição ao PLC 134/01” é organizado pela Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait).

Nesta terça (19/2), os juízes do trabalho devem visitar os senadores para demonstrarem sua preocupação caso o projeto se torne lei. Eles vão convidar os parlamentares para participar da manifestação.

De acordo com o presidente da Anamatra, Hugo Cavalcanti Melo Filho, a proposta ampliará a precarização do trabalho no Brasil, admitindo a imposição, pelas grandes empresas, de condições desfavoráveis ao trabalhador impotente e desorganizado.

"Ainda que se admita a redução dos reflexos negativos para categorias amparadas por entidades sindicais organizadas, livres e legítimas, será inevitável a submissão das categorias profissionais menos favorecidas, desorganizadas ou representadas por sindicatos pelegos, ao jugo do poder econômico", analisa.

Revista Consultor Jurídico, 19 de fevereiro de 2002, 17h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/02/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.