Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso DNER

Os "colegas do Senhor Arnoldo no Ministério dos Transportes”, mais tarde identificados como RAIMUNDO DANTAS E MARCOS ANTONIO ASSI TOZZATTI em outros depoimentos que seguem transcritos, seriam os"investidores de Brasília, fazendo também operações com o"doleiro JORGE KAMON”, com ligações políticas também.

“AS PESSOAS LÁ NO MINISTÉRIO É GRANDE

E O ESQUEMA É MUITO FORTE. BASTA FISCALIZAR ESTAS PESSOAS QUE TUDO VAI APARECER DIREITINHO.

O DOLEIRO JORGE KAMON ATUA EM BRASÍLIA HÁ MAIS DE 15 ANOS E É CONHECIDO DE MUITOS BRASILEIROS QUE MANDAM DINHEIRO PARA O EXTERIOR.

O doleiro CHARBEL, que confessa honestamente na carta que atuava como doleiro para ARNOLDO BRAGA FILHO, é libanês e por isso domina pouco o português, o que explica alguns termos mal costurados de sua carta. No entanto, disse acima –"as pessoas lá no Ministério é grande”, o"esquema é muito forte”, ou seja, dá a entender que o dinheiro da"corrupção"viria dos colegas de ARNOLDO BRAGA FILHO, no Ministério e não tanto no DNER.

“O escritório de Kamon fica no Hotel Continental, em Brasília. A principal funcionária do doleiro é dona Nelma e o cofre de dólares de Kamon fica numa sala do térreo do hotel, ao lado da recepção. Os telefones de Jorge Kamon são: 61 – 9981.8094 e 61 – 321.1983.

O OUTRO DOLEIRO DO ESQUEMA MONTADO NO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES É FAYAD TRABOULSI, que tem escritório no Manhatan Hotel cujos telefones são 61 – 327.1333 e com o celular 61 – 9982-0707”.

A carta é precisa, além de CHARBEL e de KAMON,"o outro doleiro do esquema montado no Ministério dos Transportes é FAYAD TRABOULSI”. Este, intimado, apontou a veracidade do que disse CHARBEL, sobre ARNOLDO BRAGA FILHO ter entregue ao dito CHARBEL, numa única vez, quantia que trocada por dólares chegou a UM MILHÃO E MEIO DE DÓLARES, ou seja, uns quatro milhões de reais, vindas do esquema dos precatórios.

“FAYAD COMPROU ESTE PONTE DO DOLEIRO CHEIK E ATÉ HERDOU O FUNCIONÁRIO CHICO GORDO QUE É UM DOS LARANJAS DO ESQUEMA.

FAYAD USA CHICO GORDO COMO"LARANJA"DE MUITOS POLÍTICOS BRASILEIROS QUE ENVIAM DÓLARES AO EXTERIOR.

FAYAD RECEBE PROTEÇÃO DE VÁRIAS AUTORIDADES FEDERAIS E ESTADUAIS BRASILEIRAS”.

O senhor "Chico Gordo"foi intimado por esta Procuradoria e também confirmou praticamente tudo, inclusive que a firma de FAYED continua a operar como doleira.

Chico Gordo, cujo depoimento segue transcrito logo a seguir, atuaria como"laranja de muitos políticos brasileiros que enviam dólares ao exterior”. E FAYAD receberia proteção de autoridades. Isto também foi confirmado pelo depoimento confissão de um Delegado de Polícia, Delegado Coelho, tal como o depoimento de um policial, TOLEDO, que seguem transcritos.

“HÁ CERCA DE UM ANO A POLÍCIA ENCONTROU DROGAS NO COFRE DO ESCRITÓRIO DE FAYAD E ATRAVÉS DAS INFLUÊNCIAS CONTINUOU FUNCIONANDO NORMALMENTE.

O CONSULTOR ARNOLDO TEM DOIS FILHOS COM A ESPOSA ELIZABETH , QUE É FUNCIONÁRIA DE OUTRO MINISTÉRIO, E ABRIU A CONTA NÚMERO 166.212 NO AUDI BANK DE NOVA IORQUE, EM CONJUNTO COM ELA.

O telefone da casa do Arnoldo é 368.3301 e as ligações era efetuadas dos celulares 9999.8929, 9979.4977 e 9970.7007.

O número do trabalho do Arnoldo é 311.7141.

UMA SEGUNDA CONTA DO SENHOR ARNOLDO FOI ABERTA NO OCEAN BANK, EM MIAMI, e tenho como testemunha o meu amigo brasileiro Ricardo (fones 00xx13058640313/335.4295) que nos apresentou ao gerente do banco nos Estados Unidos e depois fomos jantar.

Quando fomos a Miami estavamos sendo aguardados por um motorista contratado pelo mesmo e na ocasião o Ricardo conheceu. O gerente do banco em Miami quando a conta foi aberta era Carlos Arrastia, vice-presidente, Branch manager, e fica no 7650 NW 25 street/Miami, Flórida.

UMA TERCEIRA CONTA FOI ABERTA POR MIM E PELO SENHOR ARNOLDO NO MESMO BANCO AUDI, EM MIAMI, COM O GERENTE NABIL ACHKAR.

Não lembro o número desta terceira conta.

A PRIMEIRA CONTA ABERTA NO AUDI BANK EM CONJUNTO COM A MULHER ELIZABETH, GANHOU O NÚMERO 166.212 NEW YORK. O telefone do banco é 212.833.1000 e o gerente desta conta é Sérgio Jalil.

A PEDIDO DO PRÓPRIO SENHOR ARNOLDO BRAGA, FORAM FEITAS VÁRIAS REMESSAS DE DÓLARES PARA OS ESTADOS UNIDOS PARA UMA EMPRESA DE AVIAÇÃO.

Os dólares saíram da conta número 161.325 do mesmo banco Audi e a transação ocorreu com a intermediação de John Hajjar, morador de Brasília que atende nos telefones 248.2639 e 9985.2789.

Na época eu trabalhava com John que sabe de todas estas operações que estou contando.

No dia 15 de agosto deste ano agentes da Polícia Federal detiveram no aeroporto de Brasília minha mãe, Theresa Najib Youssef, que estava viajando pela Varig para o Líbano com minhas irmãs e sobrinhas.

ELES ACUSARAM AS MESMAS DE ESTAR LEVANDO UMA MALA CHEIA DE DÓLARES PARA BEIRUTE.

Revista Consultor Jurídico, 18 de fevereiro de 2002, 18h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/02/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.