Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Assassinato em NY

Condenado a 22 anos de prisão pode recorrer em liberdade

O desembargador da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Paulo César Salomão, concedeu liminar para o artista plástico Márcio Fonseca Scherer. Ele poderá recorrer em liberdade da sentença que o condenou a 22 anos de prisão.

Scherer foi condenado pelo assassinato do empresário João Alberto de Azevedo Sabóia, em 12 de março de 1999, numa suíte do Hotel Waldorf Astoria, em New York. A decisão foi da juíza do Rio de Janeiro, Maria Elisa L. Montenegro.

A juíza afirmou que a pena deveria ser cumprida em regime fechado e Scherer não poderia recorrer em liberdade. Salomão reformou a sentença.

Revista Consultor Jurídico, 7 de fevereiro de 2002, 10h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/02/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.