Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Balanço positivo

Bradesco fecha 2001 com lucro recorde de R$ 2,17 bilhões

O Bradesco registrou lucro líquido recorde de R$ 2,17 bilhões em 2001, segundo balanço divulgado esta semana. O resultado representa um crescimento de 62% em relação a 2000, quando o lucro foi de R$ 1,74 bilhão.

A banco encerrou o ano com ativos totais de R$ 110,11 bilhões, 16,06% a mais que em 2000, e lucro líquido de R$ 610 milhões no quarto trimestre do ano passado, 32,8% superior ao mesmo período de 2000. Em 2001, os proprietários de ações do banco receberam em juros e dividendos 8,9% a mais do que em 2000 - o banco pagou R$ 849 milhões aos acionistas.

A instituição fechou 2001 com patrimônio líquido de R$ 9,76 bilhões - crescimento de 20,71% em comparação com o ano anterior. As operações de crédito, leasing e adiantamentos de contratos de câmbio somaram R$ 44,44 bilhões, 14,33% superior a 2000. Considerando o lucro líquido de R$ 2,17 bilhões, a rentabilidade sobre o patrimônio líquido ficou em 22,22%.

As receitas com tarifas (prestação de serviços) aumentaram 14,13% no ano passado em relação a 2000, passando de R$ 3,04 bilhões para R$ 3,47 bilhões. Em 2001, o Bradesco expandiu a base de clientes em 11,1%, fechando o ano com 12 milhões de correntistas.

Segundo Luiz Carlos Trabuco Cappi, diretor de relações com investidores do Bradesco, o crescimento ficou dentro do esperado pelo banco para uma conjuntura de retração econômica como a de 2001. O crédito cresceu 26,7% no segmento de empresas e 13,3% no de pessoas físicas. Já o crédito para micros, pequenas e médias empresas caiu 0,6% no ano passado na comparação com 2000.

O banco investiu R$ 1,25 bilhão em infra-estrutura, informática e telecomunicações. A instituição encerrou 2001 com uma rede de 2.610 agências e 1.384 postos de atendimento. O presidente do banco, Márcio Cypriano, espera conquistar mais 1 milhão de clientes em 2002 e abrir 75 novas agências.

Fonte: site Primeira leitura

Revista Consultor Jurídico, 5 de fevereiro de 2002, 17h34

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/02/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.