Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Alteração da CLT

Entidades vão ao Senado para protestar contra a alteração da CLT

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e a CUT estão organizando um ato público contra o projeto que altera a Consolidações das Leis Trabalhistas (CLT). Pela proposta, já aprovada na Câmara, os acordos coletivos prevalecem sobre a legislação.

A duas entidades se reúnem na próxima quarta-feira (6/2) para organizar a manifestação que será feita em março no Senado. A mobilização contará com a participação de outras entidades como a Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (Abrat), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Associação Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho e Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT).

O presidente da Anamatra, Hugo Cavalcanti Melo Filho, ressaltou que a grande mobilização das associações de classe, das entidades sindicais e dos partidos de oposição, durante a votação na Câmara dos Deputados, evitou que o projeto fosse votado da forma exata como o governo gostaria.

"Vamos manter a mesma linha no Senado. A proposta é uma intenção clara do governo de retirar direitos trabalhistas históricos, conquistados por meio de diversas lutas travadas nos últimos 60 anos", comenta.

Revista Consultor Jurídico, 4 de fevereiro de 2002, 20h49

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/02/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.