Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem dúvida

DNA comprova que ministro do STJ é pai de rapazes em Recife

O resultado de dois exames de DNA feitos pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Francisco Falcão, na Universidade Federal de Pernambuco e em Minas Gerais, comprovam que ele é o pai de dois rapazes de 21 anos em Recife. Eles abriram processo de investigação de paternidade contra o ministro em 1999.

Quando, em companhia da mãe, foram procurar o ministro, os rapazes foram detidos pela Polícia Federal e, posteriormente, teriam sido ameaçados de morte para não voltar a procurar por Falcão.

Agora, comprovada a paternidade, Francisco Falcão quer fazer acordo com os filhos para que eles dispensem a retroatividade da pensão alimentícia. Eles teriam direito a receber pensão de maio de 1999 - data da citação - até 8/8/2002, quando completaram 21 anos.

A história dos filhos extra-conjugais do ministro Francisco Falcão veio à tona depois do depoimento da subprocuradora da República, Armanda Soares Figueiredo. Em 1999, durante a CPI do Judiciário, ela acusou o ministro de usar sua influência para impedir o andamento de uma ação de investigação de paternidade movida pela mãe dos garotos.

Juízes sob suspeita

Recentemente, o também ministro do STJ, Vicente Leal, foi citado pelo possível envolvimento com o tráfico de drogas. A Polícia Federal acusa o ministro de participar de um esquema de venda de habeas corpus para traficantes.

Diante da seriedade do assunto, os ministros do STJ decidiram abrir um processo administrativo para apurar as denúncias contra Vicente Leal. Foi formada uma comissão integrada pelos ministros Sálvio de Figueiredo, Ruy Rosado de Aguiar e Peçanha Martins para acompanhar a investigação da Polícia Federal, chamada a "Operação Diamante".

Leia mais:

Subprocuradora é condenada a pagar R$ 100 mil para ministro do STJ.

Ministro processa procuradora por declarações à imprensa.

Revista Consultor Jurídico, 27 de dezembro de 2002, 17h31

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/01/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.